Imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

12/08/2022 16:57

Robô Preá: PJe conta com nova ferramenta para ajudar setor de precatórios

Início do corpo da notícia.

Logo do PJe na tela de um notebookO Conselho Superior da Justiça do Trabalho lançou recentemente a segunda versão 2.0 do Robô Preá no PJe, uma ferramenta que visa ajudar servidores que atuam com Precatório e Requisição de Pequeno Valor no PJe de 2º grau.  Atualmente, servidoras e servidores que atuam nesta área precisam realizar diversos procedimentos manuais e repetitivos que, em grande volume, demandam muito tempo para serem concluídos. 

O robô Preá foi desenvolvido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) e surgiu para automatizar essa etapa do trabalho, permitindo que o tempo gasto nesse procedimento seja destinado a outros atos que, de fato, exigem a ação humana qualificada. Com isso, além do ganho em celeridade processual, evitam-se lesões por movimentos repetitivos e possíveis erros.

A ferramenta é uma solução de RPA (Robotic Process Automatition) que visa realizar as mesmas ações que seriam praticadas manualmente nas autuações de novos processos no PJe para a tramitação de Precatórios ou Requisições de Pequeno Valor (RPV). Disponibilizado em um arquivo executável para Windows (.exe), o usuário precisa apenas abrir o programa, selecionar as opções que aparecem em uma janela própria e iniciar a execução automática das tarefas.

Versão 2.0

De acordo com o desenvolvedor da ferramenta, o servidor da Seção de Sistemas de Processo Eletrônico do TRT-4 (RS) Frederico Oliveira Cardoso, a solução pode ser utilizada por usuárias e usuários que possuam dois acessos concomitantes: o perfil de qualquer OJ/OJC no PJe de 2º grau e o perfil do setor de precatórios no GPrec. 

Na versão 2.0, o robô é capaz de extrair dados do Sistema Nacional de Gestão de Precatórios (GPrec), tanto pré-cadastros "em validação", quanto requisições de pagamentos já "autuadas"; e realizar a pré-autuação de Precatórios e RPVs no PJe, preenchendo todos os campos necessários e anexando, inclusive, os documentos principais do processo de origem. 

Além disso a nova versão possibilita efetuar o protocolo em lote das pré-autuações que estiverem aptas; registrar no GPrec o número dos Precatórios ou das RPVs protocolados; criar certidão informativa sobre a origem da requisição de pagamento; intimar as partes do processo sobre o teor da certidão e certificar no processo da primeira instância sobre a autuação do precatório ou RPV no PJe do 2º grau.

Peculiaridades de cada Regional

Tendo em vista as peculiaridades de cada tribunal regional, o robô dispõe de um arquivo que permite diversas configurações, como: endereço do GPrec e perfil utilizado; endereço do PJe e perfil de pré-autuação; tipos e/ou descrições de documentos de origem que serão anexados na pré-autuação e setor de criação do legado no GPrec; além de prefixo de referência ao número legado no GPrec; se o navegador será exibido; e se as partes serão intimadas.

Essas configurações podem ser utilizadas, também, para que a equipe de TI do TRT realize os testes necessários para a implantação do sistema.

Saiba mais sobre o Robo Preá:

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Secom/TST com informações e vídeo da Secom/TRT-4
Tags que marcam a notícia:
tecnologiaserviço
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mão branca segurando três formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho Criança desenhando arcos verde e amarelos em fundo cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem Texto branco sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto também laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execução TRABALHISTA Mão branca com polegar riste sobre círculo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliação Trabalhista