15/07/2020 10:16

Justiça do Trabalho gaúcha autoriza retomada de perícias presenciais, sob determinadas condições

Início do corpo da notícia.

Perícias-Retomada.jpgO Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região publicou, nessa terça-feira (14), a Portaria Conjunta nº 2.715/2020. O ato prevê que, sendo inviável a realização de perícias, entrevistas e avaliações por meios telepresenciais, esses atos poderão ser feitos presencialmente, fora dos prédios da Justiça do Trabalho, desde que haja ajuste prévio entre o perito, as partes e o Juízo. Tais atividades poderão ocorrer apenas em regiões identificadas, no máximo, como de risco médio (bandeira laranja), no modelo de distanciamento controlado do Estado do Rio Grande do Sul (https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br/).

Também deverão ser observadas, no caso, as normas de distanciamento social e de redução de concentração de pessoas, bem como as cautelas sanitárias indicadas pelos órgãos competentes.

As avaliações periciais presenciais estão suspensas na Justiça do Trabalho da 4ª Região desde março de 2020. A realização desses atos é indispensável para dar seguimento às ações trabalhistas com pedidos de pagamento de adicionais de insalubridade e periculosidade, e de indenizações decorrentes de acidente de trabalho ou doenças a ele equiparadas.

A medida do TRT-RS considera, entre outros aspectos, o fato de as consultas médicas em consultórios profissionais já estarem liberadas em várias cidades, em conformidade com os decretos dos governos municipais e estadual. Além disso, há viabilidade de realização de perícias técnicas em estabelecimentos comerciais e industriais que tenham funcionamento autorizado pelos Poderes Executivos Estadual e Municipal.

A Portaria nº 2.715/2020 altera o §3º do art. 3º da Portaria Conjunta TRT4 nº 1.170/2020, que passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 3º […]

§ 3º Sendo inviável a realização de perícias, entrevistas e avaliações por meios telepresenciais, os referidos atos processuais poderão ser realizados presencialmente, fora dos prédios da Justiça do Trabalho, desde que haja prévio ajuste entre o perito, as partes e o Juízo, que sejam observadas as normas de distanciamento social e de redução de concentração de pessoas e que sejam adotadas as cautelas sanitárias indicadas pelos órgãos competentes, limitada sua prática às regiões identificadas com o risco médio (bandeira laranja) no modelo de distanciamento controlado do Estado do Rio Grande do Sul (https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br/).

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Secom/TRT4. Foto: wutwhanfoto/IStock (Banco de Imagens)
Tags que marcam a notícia:
serviçocoronavírus
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mao branca segurando tres formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevencao de Acidentes de Trabalho Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista