Imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

08/08/2022 17:48

Desembargadora Carmen Gonzalez e juiz Tiago Mallmann são convocados para o CNJ

Início do corpo da notícia.
Retratos de Carmen Gonzalez e Tiago Mallmann
Carmen Gonzalez e Tiago Mallmann

A desembargadora Carmen Izabel Centena Gonzalez e o juiz do Trabalho substituto Tiago Mallmann Sulzbach foram convocados para o cargo de juízes auxiliares da Presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os magistrados atuarão em Brasília de 12 de setembro de 2022 a 2 de outubro de 2023, na gestão da ministra Rosa Weber à frente da Presidência do CNJ. 

As convocações foram aprovadas pelo Órgão Especial do TRT-4, em sessão realizada nesta segunda-feira (8/8). Na ocasião, também foi aprovada a convocação do juiz do Trabalho Edson Pecis Lerrer para atuar na cadeira da desembargadora Carmen Gonzalez no TRT-4 no período em que a magistrada estiver no CNJ. 

Fioreze008 - 1.jpg
Ricardo Fioreze

O juiz Ricardo Fioreze, titular da 15ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, já vem atuando como auxiliar da Presidência do Conselho desde 1º de julho deste ano. O magistrado também integrará a equipe da ministra Rosa, na mesma função. 

Trajetórias

A desembargadora Carmen Gonzalez presidiu o TRT-4 no biênio 2019-2021. Tomou posse como juíza do Trabalho da 4ª Região em 1989. Foi titular das Varas do Trabalho (VTs) de Ijuí e Guaíba, além da 2ª e da 30ª de Porto Alegre. Em setembro de 2008 foi promovida ao cargo de desembargadora do Tribunal. No biênio 2013/2015, exerceu o cargo de vice-corregedora regional. Depois, foi vice-diretora e diretora da Escola Judicial do TRT4, nos biênios 2015/2017 e 2017/2019, respectivamente. No período seguinte, foi eleita presidente da Corte.

O juiz Tiago Mallmann Sulzbach é natural de Porto Alegre e ingressou na magistratura do Trabalho no ano de 2007. É juiz substituto na 16ª Vara do Trabalho da capital gaúcha. Atuou também nas Varas do Trabalho de Uruguaiana (de 2007 a 2012) e Caxias do Sul (2012 a 2016). Foi presidente, vice-presidente, secretário-geral e diretor legislativo da Amatra IV.

Ricardo Fioreze nasceu em Gramado e tomou posse como juiz do Trabalho em maio de 1997. Foi promovido à titularidade em maio de 2003, assumindo a 1ª VT de Uruguaiana. Também atuou na 1ª VT Erechim, na VT de Montenegro, na VT de Encantado, na 2ª VT de Gramado e na 1ª VT de Porto Alegre. Desde setembro de 2013 é titular da 15ª VT de Porto Alegre. O  magistrado exerceu o cargo de juiz auxiliar da Corregedoria (2012/2013) e da Presidência (2014/2015) do TRT-4, nas gestões da desembargadora Cleusa Regina Halfen. Também foi juiz auxiliar da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral entre 2018 e 2020, na gestão da ministra Rosa Weber.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Secom/TRT-4
Tags que marcam a notícia:
institucional
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mão branca segurando três formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho Criança desenhando arcos verde e amarelos em fundo cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem Texto branco sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto também laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execução TRABALHISTA Mão branca com polegar riste sobre círculo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliação Trabalhista