imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

14/01/2022 23:17

TRT-RS inicia negociação sobre dispensa de médicos obstetras na Santa Casa de Porto Alegre

Início do corpo da notícia.

i.samphan@gmail - SITE.jpgA primeira audiência de mediação entre o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul e a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre foi realizada por videoconferência nesta sexta-feira (14). A reunião foi conduzida pelo vice-presidente do Tribunal, desembargador Ricardo Hofmeister de Almeida Martins Costa, com a participação do juiz auxiliar da Vice-Presidência, Rodrigo Trindade de Souza. Inicialmente, a Santa Casa informou que a opção administrativa pela terceirização do setor de obstetrícia ocorreu por redução orçamentária dos repasses do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Hospital se comprometeu a manter a atividade de residência médica nos moldes anteriores à dispensa dos obstetras. Também acordou que não haverá redução na qualidade e quantidade de atendimentos no setor. Nesse sentido, apenas foram ressalvadas eventuais reduções relativas à pandemia. O Sindicato Médico, por sua vez, se comprometeu a não ajuizar demandas judiciais emergenciais referentes ao tema até a data da próxima audiência, dia 27 de janeiro, às 10h.

Após o debate, foram indicadas possibilidades a serem avaliadas pelas partes:

- ampliação do tempo de manutenção dos contratos de emprego dos médicos obstetras antes da dispensa, como forma de planejamento de recolocação profissional;

- estabelecimento de um plano de demissão voluntária, com benefícios econômicos de incentivo aos desligamentos; e

- estabelecimento de critérios objetivos de dispensa e permanência, de modo a manter parte dos médicos obstetras ainda como empregados, convivendo com a terceirização parcial.

A representante do Ministério Público do Trabalho (MPT-RS), procuradora Marlise Souza Fontoura, sugeriu que a Santa Casa estabeleça uma indenização compensatória adicional nos casos de dispensa.

A negociação continuará na audiência agendada para o dia 27. Até a data, a Santa Casa ainda poderá apresentar propostas alternativas à dispensa dos profissionais.

Dispensa - no último dia quatro, a Santa Casa despediu os 22 médicos do setor de obstetrícia. Houve a adoção de um novo modelo jurídico, a terceirização.  Os profissionais empregados foram substituídos por uma empresa que assumiu a administração e prestação de serviços na área. Na sequência, o Sindicato Médico denunciou problemas no atendimento a pacientes e realizou assembleia on-line com os empregados despedidos. O Hospital, no entanto, divulgou nota na qual afirmou que  houve a substituição integral da equipe no mesmo dia da demissão. Segundo a entidade, a redução ocorrida aconteceu em razão de contaminações por covid-19.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Sâmia de Christo Garcia (Secom/TRT). Foto: i.shamphan/DepositPhotos
Tags que marcam a notícia:
jurídicamediação
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mao branca segurando tres formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevencao de Acidentes de Trabalho Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista