02/07/2020 11:03

Comitê Gaúcho da ONU Mulheres realiza lançamentos regionais da Campanha Máscara Roxa

Início do corpo da notícia.

07.02 - Roxa 500p.jpgO Comitê Gaúcho ElesPorElas, grupo vinculado à ONU Mulheres e responsável pela promoção do movimento no qual o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) é parceiro, lança em várias regiões do Rio Grande do Sul a campanha Máscara Roxa. Até o final de julho serão contempladas as regiões Norte, Celeiro, Sul, Campanha, Fronteira Oeste, Planalto Médio, Litoral Norte, Serra, Carbonífera e Metropolitana de Porto Alegre. 

O lançamento será virtual, em eventos numa plataforma de videochamada. Além do deputado estadual Edegar Pretto, que coordena o Comitê Gaúcho ElesPorElas, participam representantes de órgãos de segurança, governo do Estado, Poder Judiciário e movimentos de mulheres que ajudaram a construir a campanha. Ainda serão convidados proprietários de farmácias, lideranças locais e representações de instituições e da sociedade. A imprensa também poderá participar do evento e terá espaço para perguntas ao final. 

Como funciona a campanha

Lançada no dia 10 de junho no RS, a Campanha Máscara Roxa permite que mulheres vítimas de violência doméstica façam denúncias em farmácias. Uma semana após o lançamento, ultrapassou o dobro do número inicial de farmácias com adesão. A campanha começou com 600 farmácias, e já são 1.314 unidades de quatro redes envolvidas. Até o momento, farmácias de quatro municípios gaúchos já receberam denúncias, em Venâncio Aires, Bento Gonçalves, Casca e Capão da Canoa.

Todas as farmácias com adesão estão com o selo “Farmácia Amiga das Mulheres”, que serve para que as vítimas as identifiquem. Os atendentes receberam capacitação online para o procedimento e para garantir a segurança da vítima. Ao chegar na farmácia a mulher deve pedir a máscara roxa, que é a senha para que o atendente saiba que se trata de um pedido de ajuda. O profissional dirá que o produto está em falta e pegará alguns dados para avisá-la quando chegar. Após, o atendente da farmácia passará à Polícia Civil as informações coletadas, via WhatsApp, para que o órgão tome as medidas necessárias. 

Edegar Pretto, coordenador do Comitê Gaúcho e da campanha, lembra que qualquer farmácia pode aderir. Segundo ele, o objetivo é envolver também aquelas que não fazem parte de grandes redes, mas que estão em cidades menores. Interessados devem entrar em contato com o Comitê: (51) 99199-3641 e comite.gaucho.elesporelas@gmail.com.

A campanha foi motivada pelo aumento de casos de feminicídios no estado durante o período de isolamento, decorrente da pandemia do coronavírus. Ao todo, 16 mulheres foram assassinadas por questões de gênero nos meses de abril e maio, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Somente em abril, o aumento foi de 66,7% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Texto e arte do Comitê Gaúcho ElesPorElas com edição da Secom/TRT-RS
Tags que marcam a notícia:
institucionalhorizonteequidade
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Capacete branco sob texto tambem em branco: Trabalho Seguro Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista