imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

16/10/2021 11:23

Nota de Pesar - Falecimento do ministro Ronaldo José Lopes Leal, ex-presidente do TRT-RS e do TST

Início do corpo da notícia.

Ronaldo (1).jpgO Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS) informa, com profundo pesar, o falecimento do ministro Ronaldo José Lopes Leal, ex-presidente do TRT-RS e do Tribunal Superior do Trabalho (TST). O magistrado faleceu neste sábado (16/10), em Porto Alegre, aos 84 anos. A presidente do TRT-RS, desembargadora Carmen Izabel Centena Gonzalez, decretou luto oficial de três dias na instituição.

Neste momento de dor e consternação, a Administração do Tribunal, em nome de todos os integrantes da instituição, manifesta solidariedade à família do ministro Ronaldo. O magistrado também é pai da servidora aposentada do TRT-RS Tatiana Kraemer Leal. “Nos despedimos, hoje, de um expoente da Justiça do Trabalho brasileira. O ministro Ronaldo é um exemplo não só de magistrado trabalhista, mas também de grande líder e gestor. Exerceu com brilhantismo diversos cargos importantes da nossa instituição. O TRT da 4ª Região tem muito orgulho da sua trajetória”, destacou a presidente Carmen Gonzalez.

Nascido em São Jerônimo (RS), o ministro Ronaldo José Lopes Leal se graduou em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Em 1960, iniciou a carreira como advogado e ingressou na magistratura em 1963, no cargo de juiz substituto do TRT-RS. Em 1965, foi designado para presidir a Junta de Conciliação e Julgamento (antiga denominação de Vara do Trabalho) de Santo Ângelo. Presidiu, também, as Juntas de Cruz Alta, Santa Maria, Canoas e Porto Alegre (7ª).

Em 1986, foi promovido ao cargo de juiz togado (desembargador). Exerceu o cargo de corregedor regional em 1989/1990 e 1993, e foi presidente do TRT-RS no biênio 1994/1995. Em 18 de dezembro de 1995, foi empossado como ministro do TST.  Atuou como Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho de 2002 a 2004. Exerceu a Vice-Presidência do TST durante os anos de 2004 a 2006 e foi eleito presidente da Corte no período de 2006 a 2007. O ministro se aposentou no dia 8 de fevereiro de 2007, um mês após o término do seu mandato como presidente do TST.

O ministro Ronaldo também foi presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4ª Região (Amatra IV), no período 1975/1977, e da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), por dois biênios consecutivos (1978 a 1980 e 1980 a 1982). Entre 1982 e 1994, foi condecorado diversas vezes pela Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho. O magistrado recebeu, em 2017, a Comenda do Mérito Judiciário do TRT-RS. O ministro também foi professor universitário de Direito do Trabalho e autor de diversas publicações.

Despedida

O velório será realizado neste sábado (16/10), a partir das 16h, na Capela Ecumênica do Crematório Metropolitano (Av. Oscar Pereira, n. 594, Porto Alegre). A cerimônia de despedida acontecerá às 18h.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Secom/TRT4, com informações do TST e do Memorial do TRT4
Tags que marcam a notícia:
nota de pesar
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mao branca segurando tres formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevencao de Acidentes de Trabalho Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista