imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

12/03/2020 13:50

Exposição "Laboratório de Experimentos Anti-Invisibilidade" entra em cartaz no Foro Trabalhista de Porto Alegre com reflexões sobre o espaço da mulher

Início da galeria de imagens.
Dani, des.ª Carmen e juiz Edson
Dani, des.ª Carmen e juiz Edson
Fim da galeria de imagens.
Início do corpo da notícia.

A exposição "Laboratório de Experimentos Anti-Invisibilidade", da artista Dani Amorim, entrou em cartaz nessa quarta-feira (11/03), no Espaço Cultural Lenir Heinen do Foro Trabalhista de Porto Alegre (Av. Praia de Belas, 1432). A mostra reúne trabalhos em vídeo, fotografia e performance. Ela pode ser visitada até o dia 31 de março e integra a programação especial do TRT-RS alusiva ao Mês da Mulher.

As obras da exposição foram criadas por Dani Amorim a partir de uma residência artística no 4º Distrito de Porto Alegre e foram movidas pela percepção e registro de pixações feministas gravadas nos muros da região. A artista iniciou uma série de reflexões visuais que investigam a temática da mulher e seu espaço, sua visibilidade e invisibilidade nos âmbitos público e privado, bem como o controle dos corpos femininos por agentes externos, através do objeto capa de chuva.

Na cerimônia de abertura, Dani Amorim agradeceu a oportunidade de expor seu trabalho em um local com grande circulação de pessoas e falou sobre suas motivações para a criação das obras. "As pixações que observei foram um gatilho para pensar sobre as questões do feminismo, sobre o que é ser mulher. O Brasil é um dos países com o maior índice de feminicídio no mundo. Temos que lutar por espaço no nosso ambiente de trabalho, e às vezes até dentro de casa. Esta exposição é sobre isso: a mulher e seu corpo na sociedade", declarou. 

O evento contou com presença da presidente do TRT-RS, desembargadora Carmen Izabel Centena Gonzalez, que apresentou a trajetória da artista e manifestou a satisfação da Justiça do Trabalho gaúcha em receber suas obras. Também participou da cerimônia o diretor do Foro Trabalhista de Porto Alegre, juiz Edson Pecis Lerrer.

A artista 

Dani Amorim é mestranda em Artes Visuais (PPGAV/UFRGS) e especialista em Poéticas Visuais (Feevale). Já participou de diversas exposições, dentre elas a individual “Segredo é trama velada”, na Galeria Voa, da Escola de Fotografia Artística, onde lecionou por dois anos. É integrante do PPPP – Programa Público de Performance Península –, com o qual participou de circuitos de performance no 32o e 33o Festivais de Arte Cidade e atualmente mantém um coletivo de arte feminista chamado La Concha. 

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Texto e fotos de Guilherme Villa Verde (Secom/TRT-RS)
Tags que marcam a notícia:
exposições culturais
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mao branca segurando tres formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevencao de Acidentes de Trabalho Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista