imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

18/11/2019 18:51

Justiça do Trabalho gaúcha forma 30 novos conciliadores e mediadores em curso de capacitação

Início da galeria de imagens.
Formatura dos novos conciliadores
Formatura dos novos conciliadores
Formatura dos novos conciliadores
Formatura dos novos conciliadores
Formatura dos novos conciliadores
Formatura dos novos conciliadores
Formatura dos novos conciliadores
Fim da galeria de imagens.
Início do corpo da notícia.

O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS) promoveu, na última quinta-feira (14/11), a entrega de certificados para 30 servidores que concluíram o curso “Conciliação e Mediação na Justiça do Trabalho”. A cerimônia ocorreu no auditório Ruy Cirne Lima, no Foro Trabalhista de Porto Alegre. O curso é oferecido pela Escola Judicial em parceria com o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec).

Na abertura do evento, o coordenador do Nupemec, desembargador Ricardo Martins Costa, afirmou que o TRT-RS não mede esforços para a implantação da política pública de aperfeiçoamento da solução consensual de conflitos. O magistrado observou que a formação de servidores mediadores e conciliadores representa um resgate da própria essência da Justiça do Trabalho, que historicamente desempenhou um papel fundamental na conciliação e na busca da paz social. Ao longo de sua fala, o desembargador ressaltou que a qualificação continuada dos servidores nessa área representa o início de uma nova carreira no Judiciário Trabalhista. “O TRT-RS está entregando para a sociedade pessoas que estudaram as melhores técnicas de conciliação e mediação. Vocês, que estão recebendo esse certificado, são pioneiros, representam uma nova mentalidade e uma mudança de paradigma para o Judiciário. O Tribunal conta com vocês”, declarou. 

A seguir, a servidora Carmen Rosane da Silva Carvalho, discursando em nome da turma de formandos, elogiou o curso e destacou a importância das técnicas de mediação e conciliação para uma prestação jurisdicional célere e qualificada. A servidora citou algumas técnicas aprendidas ao longo da capacitação, como o uso da “escuta ativa” para identificar o que está por trás de cada conflito e a busca de opções criativas para auxiliar as partes a chegarem a um consenso. “A ideia de que ambos os lados podem se beneficiar pode soar estranha, por isso é importante ter a consciência de que entender o ponto de vista alheio não significa concordar com ele. A capacidade de se pôr no lugar do outro é um dos meios mais eficientes para a negociação”, refletiu. 

Esta foi a terceira turma de servidores conciliadores e mediadores formada na Justiça do Trabalho gaúcha. Atualmente, o TRT-RS conta com 91 servidores capacitados no curso, e há uma turma em andamento com mais 30 alunos. O servidor Elton Luiz Decker, que recebeu o certificado de conciliador e mediador nessa quinta-feira, comentou que as técnicas aprendidas no curso já têm aplicação imediata no seu trabalho. “Trabalho na Seção de Execução. A conciliação integra uma das possibilidades nessa fase final do processo. As tentativas de execução muitas vezes são infrutíferas, e no desenrolar dos atos constritivos surge a possibilidade de se avançar nas negociações. O curso me auxiliou muito para o desempenho dessa tarefa”, explicou. O servidor Marcelo Ricardo de Melo, que também se formou nessa turma, elogiou a iniciativa do Tribunal e destacou a importância de as unidades do interior do Estado também fazerem parte desse projeto. “Atuo na 2ª Vara do Trabalho de Uruguaiana. A colega Adriana Fuhrmann também é formada nesse curso, e a juíza Rita Volpato Bischoff está planejando a possibilidade de aumentarmos as pautas de conciliação. O curso foi muito enriquecedor, tanto profissionalmente quanto pelo lado pessoal. A conciliação exige uma série de habilidades que precisamos adquirir, e acabamos crescendo pessoalmente na comunicação com as partes ou na condução de uma audiência. Profissionalmente, abre um leque de possibilidades, com novas formas de atuação como servidor”, comentou. 

A formação de mediadores e conciliadores pela Escola Judicial do TRT-RS teve início em 2017, seguindo as determinações da Resolução 174/16 do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT). O curso “Mediação e Conciliação na Justiça do Trabalho” tem um total de 123 horas-aula e busca desenvolver todas as competências para a atuação na área, incluindo um módulo teórico, observações práticas, oficinas presenciais e a realização supervisionada de, no mínimo, vinte audiências. 

Os certificados de conclusão do curso foram entregues pelos desembargadores Ricardo Martins Costa, João Paulo Lucena e Marcos Fagundes Salomão, pelo juiz Eduardo Batista Vargas e pelo secretário-geral judiciário Onélio Luis Soares dos Santos.

Confira, abaixo, os nomes dos novos conciliadores e mediadores do TRT-RS:

  • Alessandra Wagner da Silva
  • Ana Cristina Duval Cruzeiro
  • Beatriz Martins Lauffer
  • Camila Pasa de Moraes
  • Carmen Rosane da Silva Carvalho
  • Cíntia Nunes Garcia
  • Elton Luiz Decker
  • Érica Fedatto
  • Fabiana Alice Zoratto Laitano
  • Fabio da Silva Jardim
  • Fábio Ercolani D'Avila
  • Gilmar Silva Antunes Althoff
  • Guilherme Barcelos
  • Isabel Maria Ribeiro Alice
  • Janine Scharlau Stoever
  • Marcelo Pieniz
  • Marcelo Ricardo de Mello
  • Marciane Brochier
  • Patrícia Policarpo dos Santos
  • Paulo Fernando Loureiro Winter
  • Paulo Norberto Schutz
  • Paulo Roberto Thiesen Gregol
  • Rodrigo Brandão Braga
  • Rodrigo Guerra Martins
  • Sabrina Campanaro Almeida
  • Salete Pereira Martinewski
  • Sandra Rosana Pinzon Gaspareto
  • Sônia Elisete Moura dos Santos
  • Soraia Bohn
  • Tauff Ganem De Abreu
Fim do corpo da notícia.
Fonte: Guilherme Villa Verde (Secom/TRT-RS)
Tags que marcam a notícia:
capacitação
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mao branca segurando tres formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevencao de Acidentes de Trabalho Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista