Ir para conteúdo Ir para menu principal Ir para busca no portal
Logotipo TRT4

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região

Rio Grande do Sul

Informações ao Cidadão
22/05/2019 15:55 compartilhe:

Justiça do Trabalho e instituições buscam solução para pagamento de passivo trabalhista da Santa Casa de Uruguaiana

Início da galeria de imagens.
Foto da reunião, em ângulo aberto.
Fim da galeria de imagens.
Início do corpo da notícia.

A Justiça do Trabalho da 4ª Região, com a participação de outras instituições, está organizando um plano para o pagamento do passivo trabalhista da Santa Casa de Uruguaiana, na fronteira oeste gaúcha. As dívidas trabalhistas do hospital estão na casa dos R$ 20 milhões. Há 160 processos em fase de execução contra o estabelecimento. 

O objetivo do plano é estabelecer um fluxo de pagamentos mensais que satisfaça os créditos trabalhistas sem inviabilizar as atividades do hospital. Afinal, a Santa Casa de Uruguaiana atende uma população aproximada de 500 mil pessoas, moradoras de municípios da região da fronteira, e também emprega muitos trabalhadores. Além da gestão da dívida, as instituições estudam formas de aumentar as fontes de receita do hospital, como aportes financeiros de municípios vizinhos que utilizam os serviços e até mesmo a criação de um Hospital de Ensino em parceria com universidades. A Santa Casa de Uruguaiana também possui outras dívidas, além das trabalhistas.

A elaboração do plano para o pagamento do passivo trabalhista foi definida em duas reuniões realizadas na última segunda-feira (fotos), com a presença da presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS), desembargadora Vania Cunha Mattos.  Na primeira, participaram os juízes auxiliares de Conciliação Eduardo Batista Vargas e Jorge Alberto Araujo, os juízes do Foro Trabalhista de Uruguaiana, Laura Antunes de Souza, Rita Volpato Bischoff e Marcos Rafael Pereira Pizino, o procurador do Trabalho André Luis Ruschel, o promotor de Justiça Pablo da Silva Alfaro, o prefeito municipal, Ronnie Mello, o diretor da Unipampa, Marcus Duerol, além de outros representantes da comunidade. Em nome da Santa Casa de Uruguaiana, estiveram presentes a gestora administrativa Thaís Delgado Brandolt Aramburu, o consultor Claudinei Valin dos Santos e o advogado Rogério Guerisoli Antunes.

Na segunda reunião, os magistrados, o procurador do Trabalho e os representantes da Santa Casa conversaram com os advogados dos credores, para tratar das questões do fluxo de pagamento. Os critérios e detalhes do plano serão definidos nos próximos dias.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Gabriel Borges Fortes (Secom/TRT4). Fotos: Madalena Christofari (Imprensa da Câmara de Vereadores de Uruguaiana)
Tags que marcam a notícia:
jurídica
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias