imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

07/03/2019 11:22

Exposições “Descoladas” e “Mulheres Caídas” estarão em cartaz no TRT-RS no mês de março

Início da galeria de imagens.
Exemplos de obras que serão expostas pelas artistas. Algumas histórias em quadrinhos em preto e branco com ilustrações de mulheres caídas e recortes de revistas formando uma colagem com o rosto de uma mulher.
Fim da galeria de imagens.
Início do corpo da notícia.

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher – 8 de março –, as exposições culturais do próximo mês na Justiça do Trabalho gaúcha terão essa temática. As mostras “Descoladas” e “Mulheres Caídas” serão inauguradas, respectivamente, nos dias 8 e 11 de março.

A primeira exposição, que reunirá colagens da artista Márcia Baroni, ficará no saguão do Prédio-Sede do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS), na Avenida Praia de Belas, nº 1.100. A realização da mostra foi uma sugestão do Comitê Gestor de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade do TRT-RS.

A segunda, uma coleção de histórias em quadrinhos de autoria da ilustradora Aline Daka, ficará em cartaz no Espaço Lenir Heinen, no Foro Trabalhista de Porto Alegre (Avenida Praia de Belas, nº 1.432). Ambas as exposições serão inauguradas às 17h.

Márcia Baroni nasceu em 1960 em Porto Alegre. Estudou desenho e pintura na infância e adolescência com Gessy Geyer. Depois de alguns anos produzindo pintura sobre tela, adquiriu livros de técnica e desenho da figura humana. Após esse período, descobriu o método da colagem. Sua fonte de inspiração, além de sua professora, teve outros dois fatores: visita a uma mostra do artista plástico Vik Muniz, bem como, em um período da sua vida, estar sem condições financeiras para adquirir telas e tintas. Assim restaram as velhas revistas, tesoura, cola, suas ideias e uma mescla de vontade com necessidade. Nos últimos anos, desenha, pinta e desenvolve as colagens. Expôs também como convidada em alguns eventos na capital gaúcha.

A exposição de Aline Daka reunirá histórias em quadrinhos, em preto e branco, apresentadas na UFRGS no ano de 2018 como uma dissertação de mestrado. O trabalho tem como tema as mulheres artistas e criadoras marginais e problematiza questões de memória, identidade e autoria. Abrange as poetas beatniks, as punks, as mulheres caídas do tango, as mulheres modernas, as escritoras góticas, as primeiras acadêmicas “preciosas” e as meninas de periferia, mal-educadas para a arte, dentre outras “mitologias” modernas e clássicas.

As exposições poderão ser visitadas até o final de março, de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h. A entrada é gratuita.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Secom/TRT-RS
Tags que marcam a notícia:
exposições culturais
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mao branca segurando tres formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevencao de Acidentes de Trabalho Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista