06/08/2007 00:00

Indenização por doença ocupacional não é configurada sem a necessária causalidade entre a moléstia e o trabalho

Início do corpo da notícia.
Trabalhador despedido com sérias lesões na coluna teve pedido de indenização por dano moral negado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS). Os Juízes da 8ª Turma do TRT-RS confirmaram a sentença de primeiro grau, proferida pelo Juiz Rui Ferreira dos Santos, da 4ª Vara do Trabalho de Caxias do Sul, a qual constatou falta de causalidade entre a doença e a atividade que o empregado desenvolvia. O trabalhador, o qual desempenhava a função de montador de ar condicionado até abril de 1997, e de montador elétrico até a despedida, entrou com recurso alegando que, ao ser despedido, estava com sérias lesões na coluna e que, devido a isso, não conseguia desenvolver sua atividade nem retornar ao mercado de trabalho. De acordo com a relatora do processo no TRT-RS, Juíza Ana Luiza Heineck Kruse, o ônus da prova da relação entre causa e efeito da doença e o trabalho é do empregado. Ela invoca os três requisitos instituídos pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) para configuração da indenização de dano moral: a prática de ato ilícito ou com abuso de direito (culpa ou dolo), o dano propriamente dito (prejuízo material ou sofrimento moral) e o nexo causal entre o ato praticado pelo empregador e o dano sofrido pelo trabalhador. A Juíza complementa afirmando que em tal situação, não se pode concluir que o empregador tenha, de alguma forma, causado tais problemas ou mesmo agravado o estado de saúde do empregado. Processo: (RO) 00466200640404005. Fonte: Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. (03/08/2007)
Fim do corpo da notícia.
Fonte: Síntese Publicações
Tags que marcam a notícia:
institucional
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mao branca segurando tres formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevencao de Acidentes de Trabalho Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista