Imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

27/04/2022 13:32

Projeto Pescar atende a 31 jovens na edição de 2022 e precisa de voluntários

Início do corpo da notícia.
Início do corpo da notícia.

Fotos das turmas TRT-4 e ESA, que integram a edição 2022 do Projeto Pescar. Os jovens estão vestindo a camiseta azul, do Projeto.São duas turmas, uma no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) e outra na Escola Superior de Advocacia (ESA). Os estudantes têm entre 16 e 18 anos e são moradores da capital gaúcha e das cidades de Alvorada, Canoas e Viamão. Desde 2017, a formação em “Iniciação Profissional em Serviços Administrativos”, com mais de 800 horas/aula, já foi oferecida a 114 alunos. 

Os conteúdos trabalhados envolvem autoconhecimento e relacionamento interpessoal, postura ética e cidadania na vida pessoal e no ambiente de trabalho, além de conhecimentos sobre contratos e Lei de aprendizagem. São abordadas, ainda, as regras do Projeto e do ambiente profissional, introdução à Administração, à Informática e ao Direito. Comunicação escrita, fala, linguagem corporal e desinibição também integram o conteúdo. As aulas vão até o início do mês de dezembro.

A Turma do TRT-4, de 15 estudantes, precisa de voluntários nas áreas de informática, tecnologia e conectividade, sustentabilidade e matemática financeira. Logística, departamento financeiro, contabilidade e gestão e elaboração de documentos oficiais, igualmente, necessitam de professores. Para a ESA, há necessidade de voluntários em gestão e elaboração de documentos oficiais e para a área de informática, tecnologias e conectividades.

Para ser voluntário, entre em contato com os educadores sociais André projetopescar@trt4.jus.br e Valéria es.valerias@projetopescar.org.br .

Fundação Projeto Pescar - Com 45 anos de atuação, a Fundação tem como objetivo proporcionar a qualificação profissional e o desenvolvimento pessoal de jovens, entre 16 e 19 anos, em situação de vulnerabilidade social. A inclusão no mercado de trabalho acontece por meio de parcerias com empresas e organizações.

Atualmente, a rede é composta por 74 unidades e está presente em 39 municípios brasileiros. No Rio Grande do Sul, a Comunidade Jurídico-Trabalhista, que dá suporte ao projeto,  é um convênio celebrado entre a Fundação Projeto Pescar, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RS), o Ministério Público do Trabalho (MPT-RS), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RS), a Caixa de Assistência aos Advogados (CAA), a Escola Superior de Advocacia (ESA) e a Superintendência Regional do Trabalho no Rio Grande do Sul (SRT/RS). 

 Desde a sua fundação, mais de 33 mil jovens foram formados, houve 1.808 voluntários e 334 apoiadores de unidades. O Projeto é replicado em 34 unidades no exterior, localizadas na Argentina, Paraguai e Angola.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Sâmia de Christo Garcia (Secom/TRT4).
Tags que marcam a notícia:
projeto pescar
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mão branca segurando três formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho Criança desenhando arcos verde e amarelos em fundo cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem Texto branco sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto também laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execução TRABALHISTA Mão branca com polegar riste sobre círculo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliação Trabalhista