Ir para conteúdo Ir para menu principal Ir para busca no portal
Logotipo TRT4

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região

Rio Grande do Sul

Informações ao Cidadão
07/11/2018 13:56 compartilhe:

Saguão do TRT-RS recebe mostra “Poéticas do Trabalho”, do artista Carlos Alberto de Oliveira

Início da galeria de imagens.
Administração e filhos do pintor Carlão posam para foto na abertura da exposição.
Administração e filhos do pintor Carlão posam para foto na abertura da exposição.
Fim da galeria de imagens.
Início do corpo da notícia.

Foi inaugurada nessa terça-feira (6/11) a exposição “Poéticas do Trabalho”, do artista negro Carlos Alberto de Oliveira, conhecido como Carlão. Falecido em 2013, o desenhista e pintor produziu uma obra vasta, com traço e estilo autoral, abordando temas sociais e de discriminação racial. As obras selecionadas para a mostra retratam cenas do mundo do trabalho, com uma linguagem visual leve, porém sensíveis às desigualdades e dificuldades percebidas no cotidiano da população afro-brasileira.

Acesse aqui as fotos.

O evento também foi marcado pela apresentação do rapper Maxwell dos Santos. Ele cantou o rap “Quebrando as Correntes”, ganhador do Prêmio Anamatra de Direitos Humanos 2018. A música faz referência ao trabalho infantil e ao trabalho escravo, bem como ao combate desses dois males.

A fala de abertura foi realizada pela presidente do TRT-RS, desembargadora Vania Cunha Mattos, que destacou a importância da criação de espaços em que seja dada voz e oportunidade à população negra: “Não pensem que todo esse passado de escravidão foi passado a limpo. Essa exposição é pequena, mas tem um significado muito grande como um caminho para que as pessoas possam, no futuro, ter uma vida melhor”. Ela foi seguida pela coordenadora do Comitê de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade, juíza Raquel Nenê Santos, que elogiou a escolha do artista Carlão como exemplo do vasto e fértil campo estético ocupado pelos artistas negros do Brasil – o qual oferece um caminho para combater a violência, a invisibilidade e a segregação racial.

A servidora Roberta Liana Vieira, representante do Coletivo Negro do TRT-RS, emocionou o público ao compartilhar suas impressões sobre as pinturas do artista: “Quando vejo a obra do Carlão, lembro do meu pai, lembro do meu avô. Duas palavras me vêm à cabeça: presença e origem”. Ela salientou a importância de se permitir que espaços públicos como o do TRT-RS sejam ocupados por elementos da cultura negra, o que garante visibilidade e afirmação de sua identidade.

Ezequiel de Oliveira, filho de Carlão, compartilhou as dificuldades encontradas pelo pai para produzir sua arte, pintando com canetas e lápis por não ter dinheiro para comprar tintas e reciclando materiais diversos para usar como telas no seu trabalho. Mesmo tendo sido premiado em competições nacionais de pintura, ele teve dificuldade de vender suas obras, muitas das quais ainda carecem de ser catalogadas. “Carlão não era muito de falar, mas expressava todo o sentimento dele através da arte”, lembra Ezequiel.

Ao todo, serão realizadas três exposições, uma apresentação teatral e um encontro voltado para discutir a situação dos servidores negros na Justiça do Trabalho gaúcha. Confira, abaixo, a programação completa do mês:

Exposição “Uma Raiz, Vários Olhares”

  • Inauguração: 5 de novembro, às 17h.
  • Local: Espaço Cultural Lenir Heinen, no Foro Trabalhista de Porto Alegre (Av. Praia de Belas, nº 1432).
  • Visitação: 5 a 16 de novembro (de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h)
  • Descrição: Exposição de pinturas e fotografias de sete artistas negros: Francisco Carlos Pereira, Ney Ortiz, Luis Pedro Fraga, Gerson Santos, Paulo Correa, Paulo Correa Júnior e Verinha Russo.
  • Promoção: Comitê Gestor de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade do TRT4 e Coletivo Negros do TRT4.

Exposição “Poéticas do Trabalho”

  • Inauguração: 6 de novembro, às 17h. O evento também terá a apresentação do Rap “Quebrando as Correntes”, do rapper Maxwell dos Santos, ganhador do Prêmio Anamatra de Direitos Humanos 2018.
  • Local: Saguão do TRT-RS (Av. Praia de Belas, n º 1.100)
  • Visitação: 5 a 30 de novembro (de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h)
  • Descrição: Exposição de 20 obras do pintor gaúcho Carlos Alberto de Oliveira, o Carlão, falecido em 2013. Os quadros ressaltam a importância do povo negro na história do Rio Grande do Sul, trazendo marcas da cultura popular e da vida cotidiana. A curadoria é de Eduardo Veras e Ezequiel Oliveira, filho do pintor.
  • Promoção: Comitê Gestor de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade do TRT4 e UFRGS

1º Encontro de Servidores Negros TRT4

  • Data: 8 de novembro, às 9h
  • Local: Auditório Ruy Cirne Lima, no Foro Trabalhista de Porto Alegre (Av. Praia de Belas, nº 1432, Prédio 3)
  • Descrição: Palestras sobre temas relativos ao racismo, ao fortalecimento do Judiciário Trabalhista e ao combate às discriminações nos ambientes de trabalho e na sociedade de forma geral. O objetivo é oferecer um espaço para aprendizagem e troca de experiências e vivências, visando a dar subsídios ao debate institucional de combate ao racismo e a todas as formas de discriminação na sociedade. O evento será aberto a todos os integrantes da Justiça do Trabalho ou de outros ramos do Poder Judiciário que se interessem pelos temas debatidos. A programação definitiva, a forma de inscrição e outras informações sobre o evento serão divulgadas nos próximos dias.
  • Promoção: Escola Judicial, Comitê de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade e Coletivo Negros TRT4

Peça teatral “Qual a diferença entre o charme e o funk?”, do Grupo Pretagô

  • Data: 20 de novembro, às 17h30
  • Local: Auditório Ruy Cirne Lima, no Foro Trabalhista de Porto Alegre (Av. Praia de Belas, nº 1432, Prédio 3)
  • Descrição: A peça é um trabalho sensorial inspirado na arqueologia pessoal dos sete atores negros criadores, na qual o exercício da memória, em busca de relíquias de si, se fez presente para dar corpo ao espetáculo. É um resgate daquilo que está dentro de cada um, daquilo que faz ser: identidades. É a dança entre o jovem negro e suas lembranças.
  • Promoção: Comitê Gestor de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade do TRT4 e Coletivo Negro TRT4.

Exposição fotográfica “Orgulho Negro”

  • Inauguração: 28 de novembro, às 11h. Na ocasião, dois painelistas da Etnia Afro de Santa Rosa debaterão a questão do racismo, um dos flagelos que assola nossa sociedade e que deve ser compreendido como fruto de um processo sócio-histórico desigual e discriminatório. Também será lançada, no evento, a cartilha “Vamos Falar sobre o Racismo”.
  • Local: Foro Trabalhista de Santa Rosa (Rua Santos Dumont, nº 496)
  • Visitação: 28 de novembro a 12 de dezembro (de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h)
  • Descrição: Fotografias de oito fotógrafos negros gaúchos: Paulo Corrêa, Leandro Machado, Nílveo Pereira Christiano, Luís Pedro Fraga, Marcos Pereira Feijão, Cíntia Rodrigues, Andrea Bogado e Irene Santos.
  • Promoção: Comitê Gestor de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade do TRT4 e Coletivo Negro TRT4.
Fim do corpo da notícia.
Fonte: Secom/TRT-RS
Tags que marcam a notícia:
culturaequidade
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias