Imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

01/10/2018 12:48

Exposições de Edgar Vasques e Will Cava entram em cartaz na Justiça do Trabalho no mês de outubro

Início da galeria de imagens.
Montagem com os dois banners das exposições de outubro
Fim da galeria de imagens.
Início do corpo da notícia.

A Justiça do Trabalho gaúcha receberá as exposições de dois renomados artistas do desenho e da pintura durante o mês de outubro, em Porto Alegre. A mostra “Crocodilagem - o Brasil visto de baixo”, do chargista, cartunista e ilustrador Edgar Vasques, será inaugurada no dia 2 de outubro, às 16h30, no Espaço Lenir Heinen do Foro Trabalhista de Porto Alegre (Av. Praia de Belas, 1432). A exposição “Três Tempos”, do pintor, gravador e desenhista Will Cava, entrará em cartaz no dia 3 de outubro, às 17h, no saguão do Prédio-Sede do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (Av. Praia de Belas, 1100). As obras ficarão em exibição até o final do mês de outubro, e poderão ser visitadas de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h. 

“Crocodilagem” celebra os 50 anos de carreira de Edgar Vasques. A mostra reúne charges e cartuns do artista, que utiliza o humor para fazer uma reflexão crítica sobre os problemas atuais do país. A abertura da exposição também contará com uma sessão de autógrafos do novo livro de Edgar Vasques, intitulado “Crocodilagem, o Brasil visto de baixo”, que estará à venda na ocasião. A publicação traz 143 tiras do personagem “Rango”, criadas entre 2007 e 2018.

A exposição “Três Tempos” é composta por cerca de 30 obras de Will Cava. Os trabalhos são divididos em três grupos, relacionados a diferentes técnicas e períodos da carreira do artista. Serão aproximadamente dez xilogravuras, dez desenhos sobre offset desconstruídos com interferências de pastel oleoso e tinta acrílica, e dez pinturas sobre papel em técnica mista. 

Confira abaixo mais informações sobre os artistas:

Edgar Vasques é natural de Porto Alegre/RS. Foi ilustrador no jornal Correio do Povo no final dos anos 60. Em 1970, criou o célebre personagem de quadrinhos “Rango”, que já apareceu em diversas publicações. Também atuou como ilustrador e chargista esportivo no semanário Jornal da Semana, e no jornal Folha da Manhã. Em 1973 publicou as tiras do “Rango” no Folha da Manhã, marcando a estreia do personagem em um jornal de grande circulação. Em 1974, a editora L&PM lançou seu primeiro livro, a coletânea de tiras “Rango 1”, que ficou entre os mais vendidos na Feira do Livro de Porto Alegre. Vasques também participou do CooJORNAL, órgão de resistência à ditadura militar, e publicou no jornal O Pasquim. Os quadrinhos de Edgar Vasques, publicados em plena ditadura, traziam ironia e crítica sobre a situação que o país atravessava. Na década de 80 ilustrou e adaptou para os quadrinhos a obra “O Analista de Bagé”, de Luis Fernando Verissimo, que fez sucesso nacionalmente. Já recebeu três prêmios ARI (Associação Riograndense de Imprensa) de Charge e, entre outros, o prêmio de cartum Humor na Biblioteca em Curitiba, os prêmios de Charge e de Caricatura no Salão de Desenho para imprensa de Porto Alegre (SIDI),  e o segundo lugar no Prêmio de Cartum no Salão de Humor do Mercosul. 

Will Cava nasceu em Pelotas. É pintor, gravador e desenhista. É formado no Atelier Livre da Prefeitura de Porto Alegre, onde atualmente é instrutor de arte responsável pelas oficinas de desenho, xilogravura e gravura em metal. Na década de 70 publicou histórias em quadrinhos em diversos jornais e revistas, entre eles a Folha da Manhã, o Pasquim e o Planeta. Participou dos livros de humor 14 Bis, da Editora Garatuja, e Antologia do Humor Gaúcho, da L&PM. Em Porto Alegre, fundou o Atelier de Gravura em Metal do Museu do Trabalho, o Atelier de Litografia Oficina 11, o Núcleo de Gravuras do Rio Grande do Sul, e a Associação Independente de Artistas (AINDA). Entre os prêmios que já recebeu estão o IXº Salão Jovem Artista, o IXº Mostra de Gravura de Curitiba, o IXº Salão de Câmara de Porto Alegre e o Prêmio Açoriano Destaque em Gravura. Já participou de exposições no Club del Grabado de Montevidéu (Uruguai), no Grand Palais Champs-Elisées de Paris (França), no Brasil SUR em Buenos Aires (Argentina), no Museu de Arte Contemporânea de São Paulo e, em Porto Alegre, no Museu de Arte Contemporânea do RS, no Museu de Artes do RS, no Museu de Direitos Humanos do Mercosul, na Usina do Gasômetro, no Centro Municipal de Cultura, no Museu do Trabalho, no Santander Cultural e na Galeria Iberê Camargo, entre outros locais. 

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Texto de Guilherme Villa Verde Secom/TRT-RS
Tags que marcam a notícia:
institucionalcultura
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mão branca segurando três formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho Criança desenhando arcos verde e amarelos em fundo cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem Texto branco sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto também laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execução TRABALHISTA Mão branca com polegar riste sobre círculo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliação Trabalhista