Ir para conteúdo Ir para menu principal Ir para busca no portal
Logotipo TRT4

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região

Rio Grande do Sul

Informações ao Cidadão
02/04/2018 11:15 compartilhe:

Artigo de autoria da presidente do TRT-RS, desembargadora Vania Cunha Mattos, sobre o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo

Início do corpo da notícia.

02 - Artigo Vania 800p.jpgO dia 02 de abril marca o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, reconhecido pela Organização das Nações Unidas em 02 de abril de 2008, e o TRT da 4ª Região não poderia deixar de estar engajado nesta campanha em nome de todos os seres especiais. 

Em conformidade com a conceituação do autismo no Manual de Diagnóstico e Estatística de Transtornos Mentais, DSM-IV-TR (ASSOCIAÇÃO PSIQUIÁTRICA AMERICANA, 2002), "o autismo caracteriza-se pelo comprometimento severo e invasivo em três áreas do desenvolvimento: habilidades de interação social recíproca, habilidades de comunicação, presença de comportamentos, interesses e atividades restritas e repetitivas (estereotipadas)."

O autista tem comprometimento de sua interação com o outro, tendo dificuldade de relacionamento e no desenvolvimento de amizades, de manter o diálogo e tem preocupação persistente com partes de objetos.

"Foi descrito pela primeira vez em 1943, pelo médico austríaco Leo Kanner, trabalhando no Johns Hopkins Hospital, em seu artigo Autistic disturbance of affective contact, na revista Nervous Child, vol. 2, p. 217-250. No mesmo ano, o também austríaco Hans Asperger descreveu, em sua tese de doutorado, a psicopatia autista da infância. Embora ambos fossem austríacos, devido à Segunda Guerra Mundial, não se conheciam.

A palavra "autismo" foi criada por Eugene Bleuler, em 1911, para descrever um sintoma da esquizofrenia, que definiu como sendo uma "fuga da realidade". Kanner e Asperger usaram a palavra para dar nome aos sintomas que observavam em seus pacientes.

O trabalho de Asperger só veio a se tornar conhecido nos anos 1970, quando a médica inglesa Lorna Wing traduziu seu trabalho para o inglês. Foi a partir daí que um tipo de autismo de alto desempenho passou a ser denominado "Síndrome de Asperger".

O "autista" é um ser diferente neste mundo real, repleto de incompreensão e, dentro das suas próprias limitações, consegue ter o seu próprio caminho de desenvolvimento e estabelece com os demais seres humanos relações afetivas que traduzem a sua própria visão de mundo.

O que é preciso, antes de tudo, é a compreensão de que todos os mais de dois milhões de brasileiros com esta Síndrome, e setenta milhões no mundo, são seres diferentes e somente isto.

Os autistas se desenvolvem, estudam e se tornam pessoas capazes.

É por isto que hoje todos devem vestir azul como forma de partilhar deste dia, que traduz uma grande caminhada em favor de alguém diferente, mas que nos conduz à percepção de um mundo mais fraterno, mais solidário e com muito mais compreensão do ser humano.

Deixo esta mensagem a todos para que reflitam não só neste dia, mas em todos os outros, porque somente com alguma noção de humanidade se pode atingir um estágio superior de desenvolvimento, em que as disputas são efêmeras e sem qualquer sentido.

Vivenciando a luta de todos os que têm filhos, irmãos, sobrinhos, tios ou pais autistas se entende como se tornam sem qualquer sentido determinadas condutas individuais. E isto porque aquele que convive diuturnamente com este ser diferente tem somente um norte – que este seja capaz de atingir a capacidade de gerir a própria vida sem limitação. Não parece pouco, e sim representativo de um grande salto para o futuro. 

Um grande abraço a todos e o convite para que neste dia todos estejamos de azul por esta grande causa da humanidade.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Secom TRT-RS
Tags que marcam a notícia:
institucionalartigoautismohorizonte
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias