Ir para conteúdo Ir para menu principal Ir para busca no portal
Logotipo TRT4

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região

Rio Grande do Sul

Informações ao Cidadão
22/02/2018 12:09 compartilhe:

Segunda turma da unidade do Projeto Pescar da comunidade jurídico-trabalhista inicia atividades no TRT-RS

Início da galeria de imagens.
Fotografia de jovens em sala de aula com um instrutor falando a sua frente
O educador social André Cintra explica como vai transcorrer o curso ao longo dos 200 dias letivos.
A servidora Fabiana Perdomo é articuladora do Projeto Pescar junto ao TRT-RS.
Fim da galeria de imagens.
Início do corpo da notícia.

Os alunos da segunda turma da unidade do Projeto Pescar da comunidade jurídico-trabalhista assistiram à sua primeira aula nessa quarta-feira (7/2). Os quinze jovens de 16 a 19 anos em situação de vulnerabilidade social selecionados para o projeto foram recebidos pelo educador social André Cintra e pelas articuladoras do projeto Fabiana Perdomo (TRT-RS) e Simone Dias (CAA/RS). No primeiro encontro foram feitas apresentações e transmitidas aos alunos informações gerais sobre o funcionamento do curso.

A caminhada dos jovens deve durar dez meses. Ao longo dos 200 dias letivos do curso de Iniciação Profissional em Serviços Administrativos, eles receberão gratuitamente qualificação técnica para manuseio das ferramentas digitais do Processo Judicial Eletrônico (PJe) usado pela Justiça do Trabalho, bem como aulas de educação emocional, comunicação, ética, literatura, informática e assuntos ligados ao Direito do Trabalho. A iniciativa tem por objetivo, além de oferecer qualificação profissional, contribuir para a formação dos jovens. Os onze alunos da primeira turma, que se formaram em novembro de 2017, já estão empregados. 

Novidades para 2018

A estrutura e a organização do curso praticamente não foram alteradas em relação a 2017. No entanto, a turma de 2018 conta com um diferencial bastante significativo. “Uma das grandes conquistas da unidade para este ano é a entrada de quatro empresas como novas parceiras no projeto. Os quinze jovens desta segunda turma serão contratados como aprendizes pelas empresas e receberão, ao longo de todo o curso, vale-transporte e uma bolsa-auxílio no valor de meio salário mínimo,” comemora André.

Iniciativa pioneira 

Das quase 100 unidades do Projeto Pescar, presentes em 11 Estados brasileiros e quatro Países, a “Unidade Projeto Pescar - Comunidade Jurídico-Trabalhista” é a primeira que surge por meio de uma parceria envolvendo órgãos públicos. A unidade foi criada em 2017, por meio de um convênio firmado entre o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS), a Fundação Projeto Pescar, em parceria com o Ministério Público do Trabalho do Rio Grande do Sul (MPT-RS), a Seção Estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RS) e a Caixa de Assistência dos Advogados do Estado (CAA/RS). As instituições e entidades parceiras custeiam o material e a estrutura necessários para a viabilização da unidade, além de oferecer os voluntários para ministrarem as disciplinas do curso. As aulas ocorrem em Porto Alegre, nas dependências da Justiça do Trabalho.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Secom TRT-RS
Tags que marcam a notícia:
institucionalcidadaniahorizontepescar
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias