29/11/2017 13:24

Exposição sobre a história dos servidores da Justiça do Trabalho gaúcha entra em cartaz no TRT-RS

Início da galeria de imagens.
Material exposto
Público presente
Exibição do trailer
Fim da galeria de imagens.
Início do corpo da notícia.

A exposição "Servidores da Justiça do Trabalho Gaúcha: Origem e Trajetória" entrou em cartaz nessa segunda-feira (27/11) no saguão do Prédio-Sede do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS). A mostra é organizada pelo Memorial da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Sul e conclui a "Série Registros", que também já abordou a história da advocacia, da magistratura trabalhista, dos juízes classistas e dos procuradores do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul. 

Acesse o álbum de fotos do evento.

A exposição é  composta por painéis ilustrativos, fotos, documentos e objetos que resgatam a história dos servidores da Justiça do Trabalho no Estado. A mostra também conta com a exibição do trailer do documentário “Servidores da Justiça do Trabalho Gaúcha: Origem e Trajetória”, elaborado pelo Memorial, com depoimentos de 20 servidores do TRT-RS. O documentário completo, que continua em fase de produção, estreará em 2018. 

Na cerimônia de abertura, a presidente do TRT-RS, desembargadora Beatriz Renck, destacou a relevância da Série Registros em um momento  que a Justiça do Trabalho atravessa dificuldades e é questionada. "É importante resgatar a história da Justiça do Trabalho e demonstrar que ela é fundamental para a democracia no país. Nossa Instituição atua na harmonização de conflitos, na garantia de direitos e na busca da paz social", afirmou. A magistrada também destacou que a exposição é um momento de celebrar a convivência com as diversas pessoas responsáveis por construir diariamente o TRT-RS. "Somos um Tribunal com muitos talentos, com servidores de grande capacidade e conteúdo humano exemplar", elogiou. 

O desembargador João Paulo Lucena, coordenador da Comissão de Cultura do Tribunal e integrante da Comissão Coordenadora do Memorial, comemorou a conclusão da Série Registros e  falou sobre o trabalho de produção dos documentários e exposições. "Tivemos a oportunidade de escutar histórias maravilhosas, e todas elas têm um ponto em comum: o carinho que essas pessoas sempre tiveram pela Justiça do Trabalho", relembrou. O magistrado também explicou que o documentário procura ouvir servidores de diferentes áreas do Tribunal, para chegar a um retrato mais completo da Instituição. "Essa iniciativa do TRT-RS, de resgatar a história oral dos personagens que o construíram, é algo inédito no âmbito do Poder Judiciário brasileiro", celebrou. 

O dirigente do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no RS, Cristiano Bernardino Moreira, classificou como emblemático o fato de a exposição entrar em cartaz justamente quando a Justiça do Trabalho e o funcionalismo público sofrem duros ataques. Cristiano destacou que a qualidade da prestação jurisdicional oferecida pelo TRT-RS à sociedade é um reflexo da dedicação e do esforço dos seus servidores, e também falou sobre a mobilização histórica e a força da categoria. "Nossa história de lutas foi construída por todos os trabalhadores que passaram por aqui. Precisamos continuar exercendo essa mobilização e combatividade, para que a Justiça do Trabalho siga existindo e os trabalhadores do serviço público sejam valorizados pelas atividades que desempenham diariamente", declarou. 

Performance

Uma das atrações da cerimônia de abertura foi a performance “Embotamento”, que destacou o contexto atual de desvalorização social dos servidores públicos e, por outro lado, as realizações, resistências e sonhos dos integrantes da categoria. Nos próximos dias, o vídeo da apresentação será exibido na própria exposição. A performance tem direção-geral de Kátia Kneipp, servidora do Memorial, direção de roteiro de Milene Tafra, servidora da 10ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, e participação dos performers convidados Jordan Maia, Renato Robaina Santa Catharina, Marina Vargas e Loíze Aurélio.

A mostra "Servidores da Justiça do Trabalho Gaúcha: Origem e Trajetória" ficará em exibição no Prédio-Sede do TRT-RS até o dia 13 de dezembro, quando será transferida para o Espaço Cultural Lenir Heinen, no Foro Trabalhista de Porto Alegre (Av. Praia de Belas, 1432). A Série Registros iniciou em 2015, e é vinculada à conquista do selo “Memória do Mundo”, concedido pela Unesco, o qual atribui a condição de Patrimônio da Humanidade aos processos trabalhistas da 4ª Região datados de 1935 a 2000. O conteúdo das entrevistas captadas para a série compreende exatamente esse período.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: texto de Guilherme Villa Verde, fotos de Inácio do Canto (Secom/TRT-RS)
Tags que marcam a notícia:
memorialinstitucional
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Capacete branco sob texto tambem em branco: Trabalho Seguro Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista