imagem com o número 100 junto ao símbolo do sistema PJe

29/04/2019 10:40

Terceira etapa do circuito #ChegadeTrabalhoInfantil bate recorde de inscritos

Início da galeria de imagens.
Foto tirada momentos antes da largada, com os competidores reunidos, aguardando o sinal da largada.
Fim da galeria de imagens.
Início do corpo da notícia.

A terceita etapa do circuito #ChegadeTrabalhoInfantil bateu recorde de inscritos, atingindo limite máximo previsto pela organização, de 1.500 atletas. A corrida de rua, desta vez noturna, foi realizada nesse sábado (27/4). Apesar da chuva registrada nas horas anteriores em todo Rio Grande do Sul, não houve precipitação durante a corrida acontecida em Porto Alegre. A temperatura era agradável para a prática do esporte, em torno de 21º. A maioria dos corredores vestia a camiseta da campanha, agora na cor azul. A iniciativa do Ministério Público do Trabalho (MPT), com apoio do Ministério Público Estadual (MP/RS), do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS) e da Associação dos Magistrados do Trabalho da 4ª Região (Amatra IV), é promovida em parceria com o Clube de Corredores de Porto Alegre (Corpa). A organização do circuito é custeada parcialmente com valores provenientes de ação civil pública (ACP), revertida pelo MPT em Santa Cruz do Sul.

A ação visa dar maior visibilidade à campanha. A coordenadora da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes (Coordinfância) do MPT, procuradora Patrícia de Mello Sanfelici (lotada em Porto Alegre), avalia que "as corridas são um sucesso. É muito importante ver tantas pessoas levando a mensagem do MPT de combate ao trabalho infantil. Com certeza, as corridas terão resultado muito positivo na discussão e na reflexão desse tema com a sociedade". Os corredores inscritos receberam, no próprio sábado, das 11h às 18h30min, kits com camiseta e mochila do evento, mais o chip do controle de tempo percorrido na prova. 

A corrida teve largada às 19h30min em ponto, no Parque Marinha do Brasil, próximo ao “Skate Park”, na avenida Beira Rio, no bairro Praia de Belas. As três modalidades foram 5 Km, 10 Km e 21 Km (meia maratona), nas categorias masculino e feminino. Na corrida infantil, as largadas foram a partir das 21h. O “Circuitinho” teve distâncias e idades variadas, em caráter não competitivo (participativo): 3 a 4 anos (50m), 5 a 6 anos (60m), 7 a 8 anos (80m), 9 a 10 anos (100m), 11 a 12 anos (200m) e 13 a 14 anos (400m). A Unimed tinha à disposição um médico, uma enfermeira e um auxiliar de enfermagem, além de duas ambulâncias. Foram feitos quatro atendimentos, sendo três atletas e uma pessoa do público. Três bombeiros civis auxiliaram corredores e público com informações. Relataram que, apesar da água empossada no gramado, mais o barro decorrente, e da preocupação com o saibro no chão, não houve atendimentos. Ao final da corrida, os atletas receberam água, isotônicos e frutas. Todos ganharam medalha, incluindo um atleta mudo, que inclusive foi homenageado, no palco, na entrega da premiação.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) esteve representado na corrida pela coordenadora regional de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes (Coordinfância), procuradora Ana Lúcia Stumpf González. O Ministério Público Estadual, pela promotora de Justiça da Infância e da Juventude de Porto Alegre, Cinara Vianna Dutra Braga. O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS), pelas desembargadoras Vania Cunha Mattos, presidente, e Maria Madalena Telesca, gestora regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem. As quatro autoridades distribuíram material de divulgação ao público: gibis e cata-ventos - símbolo do combate ao trabalho infantil. As peças estavam expostas em estande montado para as Instituições. 

988 atletas, inclusive do Interior do Estado, das modalidades competitivas cruzaram a linha de chegada no tempo máximo permitido. Os vencedores dos 21 km (meia maratona) foram Guilherme Stapenhorst (1h17min34s) e Juliana Schmitt Alves (1h35min06s), sendo que 201 masculinos e 67 femininos cruzaram a chegada (total de 268). 10km: Renan Barckfeld Correia (32min05s) e Fran Juchen (42min19s), sendo que 209 masculinos e 127 femininos cruzaram (total de 336). 5km: Jefferson Lopes (16min27s) e Pietra Ornelas da Silva (19min) sendo que 191 masculinos e 193 femininos cruzaram (total de 384). Além desses, mais alguns atletas cruzaram depois do tempo máximo. Também houve, aproximadamente, 200 participantes no "Circuitinho".

Resultados oficiais da competição estão disponíveis em Corpa.

Fotos pagas dos corredores estão disponíveis em Foco Radical.

Em 2018, o circuito de três corridas aconteceu em 25 de março, 14 de abril e 6 de maio. A divulgação da campanha também foi feita na Maratona Internacional de Porto Alegre, em 10/6, e em outras corridas de rua, como a I Corrida Rústica da Criança Fasurgs, em Passo Fundo, e a travessia Torres - Tramandaí. Em 2019, as duas primeiras etapas ocorreram em 24 de fevereiro e 31 de março. As três etapas do circuito são consideradas preparação para a 36ª edição da Maratona Internacional Porto Alegre, que ocorrerá no dia 2 de junho, às 7h, quando a campanha #ChegadeTrabalho Infantil também será divulgada. O evento prevê limite de 10 mil competidores. As inscrições podem ser realizadas até dia 15 de maio de 2019.

Também com apoio do MPT, o MP/RS está organizando a 1ª Corrida pela Adoção. A prova será dia 26 de maio de 2019, às 8h, em Porto Alegre, nas modalidades 10km, 5km, 3km, caminhada e circuito infantil, categorias masculino e feminino. As inscrições são até o dia 20 de maio, no limite de 1.200.

Fim do corpo da notícia.
Fonte: Ascom do MPT-RS. Fotos: Inácio do Canto (Secom/TRT4)
Tags que marcam a notícia:
trabalho infantil
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias

Mao branca segurando tres formas humanas ao lado esquerdo do texto: Trabalho Seguro Programa nacional de Prevencao de Acidentes de Trabalho Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista