Justiça em Números

O Relatório Justiça em Números, criado em 2004 pelo Conselho Nacional de Justiça e de periodicidade anual, apresenta um panorama dos tribunais brasileiros, com informações referentes aos recursos financeiros (receitas e despesas), recursos humanos, recursos físicos, litigiosidade, recorribilidade, acesso à justiça e tempo de tramitação processual, além de indicadores e análises essenciais para subsidiar a Gestão Judiciária brasileira.

Dentre os indicadores apresentados no Relatório, destaca-se o IPC-Jus, Índice de Produtividade Comparada da Justiça, que mede a eficiência dos tribunais dentro de cada ramo de atuação do judiciário. Para a obtenção do índice, são considerados o número de processos que ingressaram, os recursos financeiros, os recursos humanos disponíveis e as despesas, que são as variáveis de entrada, e os processos baixados, que é a variável de saída. A partir dessas informações, obtém-se o índice, que destaca os tribunais que mais baixam processos em relação aos seus recursos humanos e financeiros disponíveis.

O Relatório Justiça em Números é regulamentado pela Resolução CNJ nº 76/2009 e seus anexos e pode ser acessado aqui.

» TRT4 nos relatórios Justiça em Números

* Não há publicação no ano de 2011, pois as tiragens de 2009 e 2010 contém os dados dos respectivos anos. A partir de 2012, o CNJ passou a publicar os relatórios tendo como ano-base aquele imediatamente anterior ao da publicação.

Fonte: Assessoria de Gestão Estratégica, Dados Estatísticos e Apoio às Ações Institucionais
Última atualização: 14/01/2020 16:42
Capacete branco sob texto tambem em branco: Trabalho Seguro Crianca desenhando arcos verde e amarelos em funco cinza ao lado esquerdo do texto: Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem. Texto brando sobre fundo cinza: PJe Processo Judicial Eletronico 3 arcos laranjas convergindo para ponto tambem laranja em canto inferior direito de quadrado branco, seguidos pelo texto: execucao TRABALHISTA mao branca com polegar riste sobre circulo azul ao lado esquerdo do texto: Conciliacao Trabalhista