Ir para conteúdo Ir para menu principal Ir para busca no portal
Logotipo TRT4

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região

Rio Grande do Sul

Informações ao Cidadão
08/06/2018 02:44 compartilhe:

Adolescentes da Associação Famílias em Solidariedade recebem certificado de curso sobre direitos e deveres dos trabalhadores no TRT-RS

Início do corpo da notícia.

07-afaso-810p.jpgUma turma de adolescentes da Associação Famílias em Solidariedade (Afaso) recebeu, nessa quinta-feira (7/6), o certificado de conclusão do curso "Extensão em Cidadania e Fraternidade: Direitos e Deveres". O evento ocorreu no Salão Nobre da Presidência do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS). O evento contou com a presença da presidente do TRT-RS, Vania Cunha Mattos, magistrados, servidores e familiares dos alunos. "O Tribunal tem orgulho de receber esses jovens que estão se preparando com tanta dedicação para a vida profissional", declarou a presidente Vania Mattos. 

Acesse aqui o álbum de fotos do evento. 

Ao longo do curso, os alunos receberam formação sobre os direitos e deveres dos trabalhadores e os meios de acesso à Justiça. O curso é aprovado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e foi realizado em parceria pelo programa "Trabalho, Justiça e Cidadania" da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4ª Região (AmatraIV), pelo Grupo de Estudos Direito e Fraternidade da UFRGS e pelo TRT-RS. 

No evento de entrega dos certificados, os alunos realizaram a chamada “culminância”, momento em que realizaram uma apresentação artística, criada a partir dos conhecimentos que foram assimilados sobre o mundo do Direito do Trabalho. A apresentação contou com a exibição de cartazes confeccionados pelos adolescentes, um show de dança e a leitura do poema “A profissão do mundo”, de autoria do aluno Douglas Alves, que pode ser lido na íntegra ao final desta notícia. Antes da solenidade, os alunos visitaram o Foro Trabalhista de Porto Alegre, onde assistiram audiências na 2ª, 3ª, 6ª e 11ª Vara do Trabalho e conheceram a Direção do Foro e a Central de Mandados. 

Além da vista à Justiça do Trabalho nessa quinta-feira, o curso contou com três encontros presenciais na sede da Afaso, no bairro Bom Jesus, com a participação de juízes do Trabalho e integrantes do Grupo de Estudos Direito e Fraternidade. Nos encontros, os alunos receberam aulas sobre direitos e deveres básicos dos trabalhadores, contrato de aprendizagem, estágio, trabalho do menor, assédio moral, acidentes do trabalho, saúde do trabalhador e prevenção. A programação do curso também incluiu a leitura de cartilhas da Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (Anamatra) e aulas de preparação artística. No dia 19 de maio, a turma de adolescentes participou do programa UFRGS Portas Abertas e teve a oportunidade de conhecer o ambiente da Universidade e assistir às palestras de lançamento da obra “Direito e Fraternidade: outras questões”, no Salão Nobre da Faculdade de Direito. 

A Afaso faz parte do projeto “Adoções à Distância”, ligado à organização não-governamental AFN (Azione Famiglie Nuove), uma associação italiana de cooperação internacional que realiza a ligação entre famílias que se disponibilizam a ajudar crianças em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, atendem mais de 100 crianças e adolescentes, no turno inverso ao da escola, oferecendo atividades artísticas, esportes, aulas de informática, dentre outras.

Confira abaixo o poema "A profissão do mundo”, do aluno Douglas Alves:

A profissão do mundo

Certa vez um velho sábio me disse:
"A melhor profissão do mundo é aquela que você ama fazer”
Será que todo mundo ama sua profissão
ou trabalha o dia todo para poder sobreviver,
ter o que vestir, ter algo pra comer?
Xiii… vai saber!
Só quem viu
já passou mais de mil
ocorrências na polícia contra o trabalho infantil 

Esse também é o medo que toda criança já sentiu 
Vergonha de dizer que isso não acontece no Brasil 
Olhe na minha cara e veja que o orgulho já sumiu
E a esperança já tá por um fio
E sendo assim,
lembro de todos aqueles machucados 
só de pensar que ainda existe trabalho escravo
Isso pra mim não é proteção 
Ainda bem que já passou 
a era da escravidão

Pode ser motorista, mecânico ou arquiteto
No final do mês pega seu salário 
orgulhoso de ser honesto e trabalhador
e no final de cada dia 
sempre volta a mesma dor

Por favor, só me diga “sim” ou “talvez”
Quem não gostaria de ter um trabalho bom
que pegasse o salário todo final do mês?
E assim ter os seus pertences
Mas para ser um bom trabalhador 
tem que ter os seus direitos
e cumprir os seus deveres

Fim do corpo da notícia.
Fonte: texto de Guilherme Villa Verde, fotos de Inácio do Canto (Secom/TRT-RS)
Tags que marcam a notícia:
institucional
Fim da listagem de tags.

Últimas Notícias