Ir para conteúdo Ir para menu principal Ir para busca no portal
Logotipo Memorial

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região

Memorial da Justiça do Trabalho

Acervos Privados

    Os acervos privados são documentos de pessoas ou entidades que são doados ao Memorial e vêm integrar e complementar a documentação institucional, passando, então, a denominar-se "fundos".

    O acolhimento das doações é feito mediante prévia avaliação dos documentos pelos servidores do Memorial (conforme Termo de Depósito Temporário para Doação).

    Se você tem documentos que considera relevantes para a preservação da memória do Direito e da Justiça do Trabalho no RS e gostaria de doá-los ao Memorial, entre em contato conosco.

    Abaixo, segue breve descrição dos fundos privados que passaram a integrar o Acervo do Memorial.


    Acervo Victor Douglas Nuñez: Processo de Anistia, caricaturas, pôsteres, livretos... 

    • Fundo Carlos Alberto Barata Silva: Constituído de livros encadernados com todas as suas sentenças proferidas nas Juntas de Conciliação e Julgamento de São Jerônimo e São Leopoldo, no período de 1946 a 1957, bem como Atualizações Legislativas do mesmo período.


    Imagem

    Acervo Privado do Ministro Carlos Alberto Barata Silva conservado no Memorial


    • Fundo Danúbio Gonçalves: Composto por 4 cadernos de desenhos que retratam o cotidiano dos mineiros de Butiá/RS. Para amostra dos cadernos, clique na imagem abaixo.


    À esquerda, capa de um dos cadernos de desenho. À direita, duas mostras das ilustrações contidas nos cadernos de Danúbio Gonçalves.


    • Fundo João Batista Marçal: Composto por capas de jornais de tendência comunista em formato digital.


    Imagem

    Montagem com as capas dos jornais


    • Fundo Biblioteca Pública Pelotense: Composto por imagens antigas da vida e da cultura pelotenses.


    Imagem

    Detalhes de alguns dos documentos constantes do Acervo


    • Fundo Milton Dutra: Composto pela Biblioteca do Desembargador Milton Carlos Varela Dutra, a qual foi doada ao Memorial após seu falecimento, ocorrido em 2012.


    Imagem

    Coleções inteiras de obras que versam sobre Direito do Trabalho foram doadas ao Memorial.


    • Fundo Magda Barros Biavaschi: Composto por arquivos pessoais, decisões judiciais, artigos de autoria da magistrada, discursos, entre outros.


     

    Imagem

    O material constante do Acervo Magda Barros Biavaschi ainda está pendente de triagem, avaliação e organização.


    • Fundo João Antônio Guilhembernard Pereira Leite: Composto por livros de sentenças de 1966 a julho de 1971; materiais referentes ao V Congresso Iberoamericano del Derecho del Trabajo de la Seguridad Social; atas de inspeções ordinárias ocorridas de 1981 a 1982; trabalhos de conclusão de curso apresentados por alunos da Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos e acórdãos de 1974 a 1990.


    Imagem

    Detalhe dos livros de acórdãos que compõem o Acervo


    Além desses, por ocasião de eventos e exposições promovidas pelo Memorial, foram cedidos temporariamente os seguintes acervos:

    • Acervo Bernadete Laú Kurts e Reginald Felker: Composto por documentos e fotos cedidos ao Memorial como subsídio para a exposição "Advocacia Trabalhista Gaúcha: Origem e Trajetória", da Série Registros, inaugurada em 6 de abril de 2015. 
    • Acervo Ferroviários: Composto por documentos e fotos cedidos ao Memorial para subsídio da exposição e do documentário "Nos Trilhos da Memória", no ano de 2009.
 
Fonte: Memorial da Justiça do Trabalho
Última atualização: 12/11/2020 16:16